Armadilhas da mente

Autor: Augusto Cury
Categoria: Romance

Um romance surpreendente. Um passeio pela psicologia e a filosofia. Um mergulho na mente de uma mulher incrível... Camille é uma mulher bela, rica e brilhante, capaz de deixar as pessoas impressionadas com sua habilidade de debater e argumentar. Mas seus diplomas e seu intelecto não foram suficientes para evitar que se tornasse vítima de suas próprias emoções. Casada com o banqueiro Marco Túlio, Camille sempre foi fechada em seu próprio mundo. Crítica, obsessiva, pessimista, não gostava de ser confrontada e não se curvava diante de ninguém, nem de psiquiatras ou psicólogos. Não concluía nenhum tratamento. Vendo a depressão, as manias e as fobias de sua esposa se agravarem, Marco Túlio resolve comprar uma linda fazenda para que ela possa se afastar do estresse da cidade, respirar ar puro, se reconectar com a natureza e, quem sabe, com ela mesma. Mesmo assim, transtornos mentais a impedem de sair de casa e pesadelos constantes não a deixam dormir. Enclausurada em sua própria mente, Camille piora a olhos vistos. A reviravolta, porém, muitas vezes começa onde menos se espera. Quando conhece o excêntrico jardineiro da fazenda, Camille se surpreende com sua inteligência e, ao interagir com ele, a alegria volta pouco a pouco ao seu coração. Em seguida entra na sua vida o sábio e instigante psiquiatra Marco Polo, que a estimula a superar os conflitos e procurar um personagem que deixara pelo caminho: ela mesma. Camille terá que aprender a se perdoar e a compreender pessoas “imperdoáveis”. Profundo e emocionante, Armadilhas da mente é uma aula de filosofia e psicologia, que mostra que os labirintos da psique humana são bem mais complexos do que qualquer um de nós é capaz de imaginar. **** Desde que recebeu o diagnóstico de que é psicótica, Camille viu sua vida virar pelo avesso. Sempre foi uma mulher fechada, impulsiva e contestadora, mas não imaginava que tivesse esse distúrbio mental. Apesar de já ter se consultado com diversos psiquiatras, ela não os considerava aptos a tratá-la, por se sentir mais preparada do que eles. Porém seu quadro se agravou: agora Camille sofre com uma série de fobias, tem pesadelos terríveis e vê seu casamento afundar. Na tentativa de ajudar a esposa, Marco Túlio compra a fazenda Monte Belo, esperançoso de que o contato com a natureza lhe faça bem. Mas ela hesita em sair de casa e só consegue se relacionar com as empregadas, que estranham seu humor flutuante – ora generosa e simpática, ora ríspida e intolerante. Quem faz Camille sair da concha e enfrentar o mundo é o personagem mais incrível da fazenda. Zenão do Riso, o jardineiro, tem uma maneira belíssima de ver a vida e possui conhecimentos profundos sobre filosofia que desafiarão Camille a repensar sua existência. Mas a grande virada acontece quando ela conhece o psiquiatra Marco Polo. Perito nos mistérios da mente, ele tem as respostas pelas quais Camille sempre ansiou. Juntos, os dois vão desbravar os caminhos que levam à construção dos pensamentos, à formação dos traumas e ao registro da memória. Camille terá que encarar seus piores medos, relembrando episódios dolorosos da infância. Ao compreender que a solidão é intolerável quando você mesmo se abandona, Camille dará os primeiros passos para fora do cárcere que a prendeu por tanto tempo: sua própria emoção.